Conecte-se Conosco

Segurança

SP tem protestos com ônibus incendiados após morte de adolescente

Publicado

em

Reprodução/ Record TV

Corregedoria da Polícia Militar investiga participação de policial em assassinato de adolescente na zona sul de São Paulo. Guilherme Silva Guedes, de 15 anos, foi morto na madrugada do domingo (14) no bairro Vila Clara.

Segundo familiares da vítima, ele teria sido confundido e morto por um policial militar que fazia bico como vigilante em um galpão da região. De acordo com o portal R7, a família afirma ter encontrado o crachá de um policial no local onde Guilherme teria desaparecido.

Segundo o porta-voz da PM, Tenente Alexandre Guedes, ao menos uma pessoa foi detida. O oficial afirma que a Polícia Militar acompanha as investigações para saber se houve ou não participação de um agente na morte do jovem.

Familiares e moradores fecharam as ruas do bairro para protestar pela morte de Guilherme nesta segunda-feira (15). O protesto começou pacífico, mas terminou em confronto entre a PM e os manifestantes.

Vídeos publicados nas redes sociais mostram policiais e supostos manifestantes trocando socos em uma rua do bairro. Em outro vídeo, um policial aborda um homem dando tapas e empurrões. O caso é investigado pelo departamento de homicídios da Polícia Civil.

 

Informações: JP

Continue lendo
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Bandido é baleado em tentativa de assalto a banco na região do Morumbi

Publicado

em

Assaltante foi morto ao lado do local do crime

Um assaltante foi baleado na manhã desta segunda-feira (22) após uma tentativa de roubo a uma agência do Banco Bradesco por volta das 10h30. De acordo com a Polícia ouvida no local, o ladrão estava de bicicleta, armado, disfarçado de um entregador de aplicativos. A ocorrência aconteceu na Avenida Giovanni Gronchi, na altura do número 6335, em São Paulo.

Ainda segundo a Polícia, o ladrão teria tentado assaltar um cliente que iria fazer um depósito na agência, mas não informou se haviam outras pessoas envolvidas e se alguma quantia foi levada. Por volta das 10h50, uma ambulância chegou ao local para socorrê-lo.

Procurado pela redação do iG , o Banco Bradesco disse que não vai comentar o assunto. Questionados, três policiais garantiram que o assaltante foi alvejado e morto, mas, em nota, a Secretaria de Segurança Pública informou que ele foi socorrido e levado ao pronto-socorro do Hospital Campo Limpo.

Informação IG

 

Continue lendo

Política

Moraes determina que redes sociais forneçam relatórios sobre monetização de páginas que apoiam Bolsonaro

Publicado

em

Foto: DANIEL FERREIRA/METRÓPOLES

A pedido da Procuradoria Geral da República, o ministro Alexandre de Moraes, determinou que Facebook, Instagram e Youtube forneçam relatórios sobre monetização de páginas que apoiam o presidente Jair Bolsonaro.

Moraes determinou ao Facebook, o fornecimento de informações da monetização das páginas Terça Livre, Folha Política, Foco do Brasil, Alberto Silva, Roberto Boni, Vlog do Lisboa, Nação Patriota, Ravox Brasil, Oswaldo Eustáquio, Sara Winter, Marcelo Razão e Camila Abdo Calvo.

Ao Instagram, o ministro determinou fornecimento de detalhes sobre a monetização das páginas Foco do Brasil, Folha do Brasil, Alberto Silva BR, Terça Livre, Vlog do Lisboa, Nação Patriota Ofic, Ravox Brasil, Eustáquio Oswaldo, Sara Winter, Dr Frazão Marcelo e Camila Abdo.

Ainda sobre os relatórios de monetização, o ministro determinou ao Youtube o fornecimento de informações financeiras sobre os canais Folha Política, Foco do Brasil, O Giro de Notícias, Terça Livre, Vlog do Lisboa, Universo, Nação Patriota, Ravox Brasil, Oswaldo Eustáquio, Sara Winter, TV Direita News, Direto aos Fatos e Emerson Teixeira.

Informações: O globo

 

Continue lendo

Política

Governo do DF fecha Esplanada dos Ministérios; decreto cita atos antidemocráticos

Publicado

em

Vista aérea da Esplanada dos Ministérios, em Brasília (Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil)

O Governo do Distrito Federal decretou, nessa terça-feira, o fechamento da Esplanada dos Ministérios, na região central de Brasília. A previsão é de liberar a área a partir da meia-noite de quarta para quinta-feira. Até lá, somente servidores públicos identificados e que estejam a serviço serão autorizados a trafegar pela Esplanada.

De acordo com o decreto assinado pelo governador do DF, Ibaneis Rocha, o bloqueio se deve às ameaças feitas por grupos antidemocráticos contra os Poderes da República e também contra integrantes da Igreja Católica que atuam na Catedral Metropolitana, que fica na Esplanada.

No fim de semana, a Polícia Militar desmontou o acampamento de um grupo de cerca de 20 pessoas que reivindicavam intervenção militar, o que é inconstitucional. Após a expulsão, eles invadiram a área superior do Congresso Nacional e atiraram fogos de artifício na direção do Supremo Tribunal Federal.

No texto do decreto, o governador afirma que o movimento contraria as medidas sanitárias de combate ao novo coronavírus. Ibaneis avalia que “a situação demanda o emprego urgente de medidas de prevenção, controle e contenção de riscos, danos e agravos à saúde pública, a fim de evitar uma maior proliferação da doença no Distrito Federal”.

O fechamento da Esplanada é feito por agentes do Detran e do Departamento de Estradas e Rodagem do DF. Se alguém tentar furar o bloqueio pode ser multado, detido e responder pelo crime de infração de medida sanitária preventiva, previsto no Código Penal.

Informações: Agência Brasil

Continue lendo

Política

Sara Winter, ativista do movimento 300 do Brasil, é presa pela PF

Publicado

em

Foto: Goggle

A ativista Sara Winter, do movimento 300 do Brasil, foi presa pela Polícia Federal em Brasília na manhã desta segunda-feira (15). Winter é investigada no inquérito das fake news, mas a prisão saiu do inquérito que apura atos antidemocráticos.

Ambos estão sob relatoria de Alexandre de Moraes, que autorizou a prisão. No início de junho, Sara Winter postou um vídeo nas redes sociais ameaçando o ministro da Corte.

Na ocasião, ela disse que tinha vontade de “trocar socos” com Alexandre e prometeu infernizar a vida dele, além de persegui-lo. Ela é uma das líderes do grupo armado de extrema direita 300 do Brasil, formado por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. A ação motivou a expulsão de Winter do DEM.

O acampamento do movimento, que acontecia na Esplanada dos Ministérios desde o dia 31 de maio, foi desmontado no sábado (13) pelo governo do DF. Winter chegou a postar nas redes sociais pedindo para Bolsonaro reagir.

Informações: Jovem Pan

Continue lendo

Segurança

PF, com apoio do MPF e da CGU, combate fraude em licitações na área de saúde em Cabo Frio/RJ

Publicado

em

PF investiga desvios de recursos públicos de aproximadamente R$ 7 milhões que seriam usados no combate à pandemia da COVID-19.

 

Macaé/RJ – Na manhã de hoje, 15/06, a Polícia Federal, em ação conjunta com o MPF e CGU, deflagrou a operação EXAM, com o objetivo de investigar desvios de recursos na área de saúde do Município de Cabo Frio/RJ.

As irregularidades podem ter causado um prejuízo de mais de R$ 7 milhões de reais aos cofres públicos, prejudicando o combate à pandemia do corona vírus, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro.

A ação de hoje mobilizou cerca de 90 policiais federais, além de servidores do MPF e CGU e visa cumprir 30 mandados de busca e apreensão, nas cidades de Cabo Frio, São João de Meriti, Nova Iguaçu, Miracema e na capital do estado do Rio; e Serra, no Espírito Santo/ES.

Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal em São Pedro da Aldeia e estão relacionados a 28 alvos, sendo 14 pessoas físicas, 11 empresas e 3 órgãos públicos.

 

Informações: Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

Continue lendo

Segurança

Solto em razão de pandemia, preso estupra e mata garota em Poços de Caldas

Publicado

em

Reprodução: Jenifer Modesto, morta aos 18 anos

Uma jovem de 18 anos foi estuprada e assassinada por um preso menos de 24 horas após ele deixar a prisão, segundo a polícia, liberado por conta da pandemia de covid-19.

Jenifer Hugo Modesto desapareceu em Poços de Caldas (MG), onde morava, no dia 4 de abril. De acordo com a polícia, ela percorreu a pé um trecho ermo entre o terminal de ônibus e a casa dela, sendo abordada no caminho por Éder Abrão Filadélfia, que havia sido solto no dia 3.

Segundo a polícia, ele só foi preso dias depois, após tentar cometer outro estupro. Ele confessou ter assassinado a garota e indicou onde estava o corpo.

Éder Abrão é condenado por estupro e cumpria pena em presídio a 80 km de Poços de Caldas. Foi liberado por ter hipertensão, o que coloca em grupo de risco da covid-19.

O avanço do novo coronavírus dentro dos presídios brasileiros permitiu a mais de 30 mil condenados cumprir pena em casa durante a pandemia. A recomendação do Conselho Nacional de Justiça é pra liberar apenas quem está em grupos de risco e não cometeu crimes graves.

Para o promotor Rogério José Filócomo Júnior, a ideia de que o “criminoso vai ficar em casa beira uma certa inocência”. “Quem opera no direito, não pode ser inocente a esse ponto”, afirma.

Fonte: R7

Continue lendo

Segurança

PF investiga saques indevidos de Auxílio Emergencial

Publicado

em

PF

Operação Covideiros, deflagrada em conjunto com a CEF e com a PM/SP, cumpre oito mandados de busca e dois de prisão, em São Paulo e no Ceará

São Paulo/SP – A Polícia Federal, em conjunto com a Caixa Econômica Federal e com a Polícia Militar do Estado de São Paulo, deflagra nesta quarta-feira (10/6) a Operação Covideiros. A ação visa combater fraudes relativas a saques indevidos do benefício social nominado Auxílio Emergencial ocorridas, em especial, na zona leste de São Paulo.

Participam da ação mais de 40 policiais federais, além de 40 policias militares e 14 empregados da Caixa. Os policiais federais estão cumprindo 8 mandados de busca e apreensão (sendo 5 em São Paulo/SP, 1 em Morrinho/CE, 1 em Quixeré/CE e 1 em Russas/CE) e 2 mandados de prisão temporária (todos em São Paulo/SP). Os mandados foram expedidos pela 4ª Vara criminal da Justiça Federal de São Paulo/SP.

Além disso, equipes da PF, da PM/SP e da Caixa realizam o monitoramento estratégico, em tempo real, de salas de autoatendimento de agências da Caixa .

Os crimes são cometidos por uma associação criminosa que atua, resumidamente, da seguinte forma: os dados de cartões cidadãos pertencentes a reais beneficiários são clonados em casas lotéricas localizadas no Ceará. Em sequência, são produzidos cartões clonados com tais dados no estado de São Paulo. Posteriormente, as senhas vinculadas aos cartões clonados são recadastradas em casas lotéricas localizadas na zona leste de São Paulo/SP (os funcionários dessas casas lotéricas são cooptados pela associação criminosa, recebendo instruções remotamente e auferindo parte dos lucros gerados com as fraudes). Tal ato possibilita que os fraudadores efetivem os saques ambicionados e evita que o real beneficiário usufrua do valor que é seu de direito. Por fim, são arregimentadas pessoas que, de posse de inúmeros cartões clonados, dirigem-se ao autoatendimento de agências bancárias, em horários de pouca movimentação, e realizam os saques e tentativas de saques com os cartões clonados.

Os investigados responderão por furto qualificado e associação criminosa, podendo pegar até 11 anos de prisão.

A operação foi denominada Covideiros, pois é assim que os fraudadores desse benefício, concedido em virtude da pandemia de Covid-19, têm sido chamados pelos órgão de persecução penal.

 

Informações: Comunicação Social da Polícia Federal em São Paulo

Continue lendo

Segurança

PF deflagra operação Ikaro contra quadrilha de tráfico internacional de drogas

Publicado

em

Foto: Google - PF concursos

A organização criminosa era estabelecida na Bahia e atuava no tráfico internacional

Salvador/BA – A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (10/6), a Operação Ikaro, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa estabelecida na Bahia especializada no tráfico internacional de drogas. Como estratégia, o grupo usava o modal aéreo, cujo principal modus operandi era a cooptação de “mulas” para realização do transporte em voos comerciais para a Europa, sendo a droga, geralmente, escondida em bagagens.

Cerca de quarenta policiais federais dão cumprimento a sete mandados de prisão (seis preventivas e uma temporária) e sete mandados de busca e apreensão na capital baiana e um no Estado de Goiás, todos expedidos pela 2ª Vara Federal da Seção Judiciária de Salvador.

Entre os meses de janeiro e fevereiro deste ano foram realizadas sete prisões em flagrante nos Aeroportos Internacionais Luís Eduardo Magalhães, em Salvador, e Antônio Carlos Jobim – Galeão, no Rio de Janeiro. Na maioria dos casos, tratava-se de casais tentando transportar cocaína para Lisboa, Portugal, de forma oculta em suas malas. A semelhança do modo de atuação e das circunstâncias levaram à identificação do envolvimento de uma mesma organização criminosa em todos os casos, cujos integrantes estão sendo alvo das medidas judiciais cumpridas na presente data.

Durante as investigações apurou-se que, em caso de êxito, cada “mula” que realizava a viagem recebia aproximadamente 15 mil reais, gerando um lucro superior a meio milhão de reais para a organização criminosa, dependendo da quantidade de droga transportada. O líder da quadrilha, um baiano de 34 anos, já responde a processos por tráfico e homicídio.

Os investigados serão indiciados pelos crimes de organização criminosa e tráfico de drogas.

 

Informações: Comunicação Social da Polícia Federal na Bahia

Continue lendo
Propaganda

Destaque